Rondônia

Sobe para 15 os casos de suspeitos de coronavirus em Rondônia. Jaru descarta a primeira suspeita.

15 de março de 2020

O Governo de Rondônia, através da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), divulgou neste sábado (14) um boletim informando que 15 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus estão sendo investigados no estado.

O município com maior número de pacientes acompanhados é Ariquemes, com nove suspeitos. Ji-Paraná, Cacoal e Porto Velho têm dois casos suspeitos, cada.

Em Jaru, próximo 90 km de Ariquemes, até a última quarta-feira (11), não foi notificado nenhum caso suspeito, segundo afirmou a secretária municipal de saúde Tatiane Rodrigues ao site Jaru Online.

Tatiane afastou a suspeita de uma paciente que teria sido internada com sintomas da doença.

Na última quarta-feira um profissional de saúde em Jaru nos informou “em off” a possibilidade de uma paciente que viajou para São Paulo estar apresentando sintomas da doença, ela teria sido encaminhada para tratamento isolado em casa.

Tatiane não confirmou esta suspeita e aproveitou para informar que os profissionais de saúde do município estão tendo cuidados redobrados com pacientes com problemas respiratórios, por questões de prevenção mascaras e álcool em gel estão sendo utilizados pelos profissionais da unidade.

Ainda de acordo com a Agevisa, 10 pessoas já foram testadas e tiveram resultado negativo para infecção do novo coronavírus no estado. Não há nenhum caso confirmado até o momento.

Já os dados do Ministério da Saúde, atualizados na tarde deste sábado (14), informam que apenas dois casos suspeitos são investigados em Rondônia e um foi descartado.

Caso suspeito de Covid-19 é descartado em Ariquemes

Segundo a Prefeitura de Ariquemes, três casos foram descartados neste sábado e o número de suspeitas caiu de nove para seis.

O secretário adjunto da Secretaria Municipal de Saúde de Ariquemes, Fabrício Smaha, disse que inicialmente eram três casos suspeitos, sendo uma criança, uma jovem e uma senhora vindas de Portugal, Islândia e Espanha, respectivamente.

A criança não deu positivo para vírus respiratórios testados em Rondônia, mas ainda está passando por testes, a jovem teve resultado positivo para influenza (gripe comum) e a senhora ainda não teve o resultado do exame divulgado.

Os outros seis suspeitos eram pessoas do círculo familiar desses três pacientes avaliados inicialmente. “‘Dessa jovem que veio da Islândia está descartado, então aquele núcleo familiar está descartado. Então de nove casos suspeitos, nós caímos pra seis. Os eixos centrais são essa senhora que veio da Espanha e essa criança que veio de Portugal, que ainda estão em testagem .

As amostras estão em análise no Rio de Janeiro e todos os pacientes suspeitos estão em isolamento domiciliar.

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *