mais Noticia

Homicida morto por policiais civis na BR 364 foi condenado por matar neto e avó

A reportagem apurou que o homicida Valdinei Rodrigues da Cruz morto por policiais civis durante uma troca de tiros na BR-364 na última quarta-feira (22), foi condenado a quase 50 anos de prisão pelo assassinato de um jovem e sua avó. O crime aconteceu em dezembro de 2015 e chocou a pequena cidade de mmonte negro

Valdinei foi morto por policiais civis durante uma troca de tiros entre as cidades de Jaru e Ouro Preto do Oeste. O homicida estava sendo seguido pelos policiais desde a cidade de Ariquemes, quando acabou sendo morto pelos policiais

De acordo com informações, o suspeito estava sendo investigado por envolvimento na morte do jovem Guilherme Oliveira 21 anos (morador de Buritis). O rapaz desapareceu no último dia 10 de abril do corrente ano. O veículo da vítima foi localizado abandonado na zona rural de Ouro Preto do Oeste, e o seu corpo foi achado dias depois na zona rural de Ariquemes em estado avançado de putrefação.

Crime contra o neto e avó

Valdinei Rodrigues da Cruz juntamente com Leandro de Melo Cunha foram condenados pelo Tribunal do Júri em outubro de 2017 a quase 50 anos de prisão pelas mortes de Flávio Eugênio Mioto Rosa e Eugênio e Maria Rosa Eugênio (neto e avó). O crime aconteceu no mês de dezembro de 2015.

De acordo com a denúncia, a mando de Valdinei da Cruz, os homicidas invadiram a casa da avó e executaram as vítimas a tiros e facadas. A avó, Maria Eugenio foi assassinada com um tiro na nuca enquanto assistia televisão na sala. Já seu neto, Flávio Mioto, foi surpreendido pelos assassinos dentro do banheiro enquanto tomava banho, ele foi assassinado a tiros e teve o pescoço quase degolado. O crime foi de grande repercussão e deixou a pequena cidade do Vale do Jamari abalada.

O crime foi desvendado pela Polícia Civil e quase dois anos depois, os suspeitos foram levados a Júri popular e condenados a quase 50 anos de prisão.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *