Geral

Mais de 100 anos de pena para os dois réus condenados ppr matar idosos em colorado

05 de fevereiro  de 2021                                   matéria = Cézar Júnior
Foto do réu Nilmar dos Santos

Os réus Nilmar dos Santos (38) e Francinéia Costa de Oliveira (37) foram condenados esta semana, pelo juízo da comarca de Colorado do Oeste (RO), a penas que somadas chegam a 117 anos de prisão. A sentença é do juiz Eli da Costa Júnior e foi divulgada hoje. (Leia, na íntegra, a sentença.)

Entre os crimes praticados pelos dois réus estão: emprego de tortura, uso de arma branca, latrocínio e ocultação de cadáveres. Nilmar, que é réu primário, foi condenado a 57 anos. Já sua esposa, Francinéia, recebeu condenação de 60 anos. Ela tem condenação pelo crime de tráfico de drogas.

No processo, de 32 páginas, é detalhada a investigação que apontou a participação direta do casal no assassinato de dois idosos e roubo de pertences das vítimas. Nenhum dos réus poderá recorrer em liberdade. Atualmente, eles estão presos em unidades prisionais de Porto Velho.

Em novembro do ano passado a Justiça negou um pedido da defesa para que fosse feito um exame para determinar a sanidade mental de Nilmar dos Santos.

SETE MESES DA MORTE

Nesta sexta-feira, 5 de fevereiro, a morte do casal de dentistas Dionelia Giacometti e Eldon Mai, vítimas de latrocínio e assassinados friamente, completa 7 meses. O casal desapareceu no dia 5 de julho do ano passado da casa onde residia na rua Bahia, em Colorado do Oeste, e os corpos foram encontrados dois dias depois em locais distintos.

A vítima Dionelia, de 74 anos, foi encontrada numa área de mata que pertence ao município de Corumbiara e o marido dela, Eldon, foi achado próximo à cidade de Chupinguaia. As vítimas foram estranguladas até a morte, segundo laudo da perícia. A investigação da Polícia Civil concluiu que os idosos foram vítimas de latrocínio (roubo seguido de morte).

OPERAÇÃO POLICIAL

Nilmar dos Santos e Francineia Costa de Oliveira foram presos em Vilhena na madrugada do dia 8 de julho, três dias depois do crime, quando tentavam deixar o estado com destino ao Mato Grosso. O casal foi preso com um automóvel que pertencia às vítimas.

CRIME COM REQUINTES DE CRUELDADE

A investigação da Polícia Civil apontou que Nilmar usou uma faca de cozinha para cortar os dedos indicador e polegar, das duas mãos, de Dionelia. O objetivo era usar as digitais da vítima para sacar dinheiro em uma agência do Banco do Brasil, no Centro de Colorado. Nilmar chegou a ir até a agência por duas vezes na tarde do domingo, data do crime, mas não conseguiu sacar dinheiro algum.

Sobre o que teria motivado o crime, Nilmar alegou em depoimento que estava de mudança para o Mato Grosso e passava por dificuldades financeiras e viu a possibilidade de conseguir dinheiro matando o casal de dentistas.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *